FUNORTE FACULDADES DE JANAÚBA

COM BASE NA INFORMAÇÃO DA VÍTIMA, POLÍCIA CIVIL PRENDE HOMEM ERRADO QUE É ACUSADO DE ABUSAR SEXUALMENTE DE PASSAGEIRA DURANTE UMA CORRIDA DE TÁXI EM PORTEIRINHA: ELE FOI SOLTO; POLÍCIA JÁ PRENDEU OUTRO SUSPEITO


 

PORTEIRINHA (por Oliveira Júnior) – Foi liberado da prisão no final da semana passada um homem de 38 anos de idade que era apontado como autor de abuso sexual contra uma moça, conforme comunicado emitido pela Polícia Civil no dia 13 de novembro ( leia AQUI). Foi uma prisão por engano. Ele foi solto porque a Polícia Civil prendeu outra pessoa que pode ter sido o praticamente da violência sexual ocorrida no dia 8 deste mês, segundo relatos da vítima, de 19 anos.

E foi baseado nos relatos dessa vítima que os investigadores da PC levaram para a prisão a pessoa errada. O então acusado foi preso no dia 13 e colocado em liberdade uma semana depois diante da reviravolta no caso. A Polícia Civil de Porteirinha justifica a prisão anterior devido a coincidência dos nomes dos acusados. Mesmo nome e sobrenome. Para a Polícia Civil a investigação foi tecnicamente correta. “A vítima é que se precipitou ao reconhecer o autor do estupro”, cita o órgão de segurança pública.

A vítima informou à polícia que havia sido violentada sexual durante uma corrida de táxi executada pelo acusado (confira AQUI ). Ao tomar conhecimento dos fatos narrados pela vítima que compareceu na Delegacia de Polícia Civil de Porteirinha, o delegado André Nunes Barbosa Brandão designou os agentes Marlon Pereira e Anderson Santos para investigarem o caso. O trabalho da Polícia Civil foi desempenhado também pela equipe de escrivães: Desirée Marques, Rebeca Durães e Denner Silva.

Na polícia, a jovem comentou que solicitou o serviço de táxi para encontrar com um jovem com o qual mantinha contato há dias por intermédio de aplicativo. O taxista, segundo a vítima, teria sido contratado pelo jovem. Diante dessa combinação, a jovem embarcou no táxi para se encontrar com a pessoa que conhecera por aplicativo, via telefone celular.

Sendo assim, no dia 8 de novembro, a vítima entrou no carro e seguiu para o destino combinado. Na investigação policial consta que no trajeto da corrida o motorista do táxi mudou a rota e circulou por local ermo onde parou o carro e obrigou a passageira a fazer sexo com ele. O delegado André Brandão relata que após o abuso sexual, o taxista ameaçou a moça caso ela revelasse a violência sexual para a polícia e para o jovem com quem teria o encontro naquele dia.

Com base nas investigações, o Delegado da Polícia Civil de Porteirinha comunicou os fatos à Justiça requerendo a prisão preventiva do suspeito. No dia 13, a equipe da Polícia Civil de Porteirinha com respaldo da 3ª Delegacia Regional da Polícia Civil de Janaúba e do 11º Departamento Regional da Polícia Civil no Norte de Minas, cumpriu o mandado de prisão e encaminhou o taxista para o sistema prisional. No entanto, essa pessoa foi liberada na semana passada devido as investigações apontarem que ele foi confundido com outra pessoa que tem o mesmo nome.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

COLISÃO ENTRE ÔNIBUS E CARRO NA BR-122; HÁ ÓBITOS E VÍTIMAS FERIDAS: ENTRE CAPITÃO ENÉAS E A BR-251

GOVERNADOR ANUNCIOU NESTE SÁBADO A INCLUSÃO DO NORTE DE MINAS NA “ONDA ROXA”: AÇÃO CONTRA A COVID

TRÁGICO ACIDENTE NA BR-122, EM JANAÚBA: CARRO SAI DA PISTA, BATE EM ÁRVORE E UMA PESSOA MORRE; 3 FICARAM FERIDAS