FUNORTE FACULDADES DE JANAÚBA

POLÍCIA CIVIL E POLÍCIA MILITAR PRENDEM EM VERDELÂNDIA A MULHER SUSPEITA DE ENVIAR BOMBONS ENVENENDADOS PARA O EX-COMPANHEIRO E NOIVA, EM JAÍBA

Foto PC/PM

Equipes da Polícia Civil e Polícia Militar que atuaram na prisão de mulher acusada de mandar bombons envenenados para o ex-companheiro e noiva.

 

A Polícia Civil de Minas Gerais com apoio da Polícia Militar cumpriu na noite dessa sexta-feira, dia 24 de setembro, o mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça em desfavor de uma mulher, de 39 anos, suspeita de envenenar cinco pessoas e um cachorro, na cidade de Jaíba, na região da Serra Geral, no Norte de Minas, fato esse que aconteceu na quinta-feira, dia 23 (confira AQUI ).

As vítimas sentiram os sintomas depois de consumirem bombons entregues por um taxista. Um cachorro que comeu um pedaço do chocolate morreu logo após consumi-lo. Dentre as vítimas estão um casal de noivos, com idade de 27 e 35 anos, e ainda, dois parentes deles, 25 e 54 anos de idade e, uma criança de 2 anos. Os noivos iriam se casar neste fim de semana.

A Polícia Civil apurou que um taxista, usando um veículo, havia deixado uma encomenda para a noiva. A caixa continha taças e bombons, adornados como um presente. Os noivos e familiares consumiram os bombons e deram pedaços para o cachorro da casa, o animal caiu ao chão se debatendo, babando, logo em seguida morreu. Imediatamente, todos sentiram um mal-estar também.

De acordo com o Delegado Marconi Vieira, da Delegacia de Polícia Civil de Jaíba, em depoimento as vítimas e familiares alegaram que suspeitavam  da  ex-companheira do noivo, a qual não aceitou o fim do seu casamento e muito menos o novo enlace do ex-companheiro.

Com diligências pontuais foram colhidos elementos probatórios como, material fotográfico, imagens de câmeras de vídeo monitoramento, material humano e vísceras do animal, para o fim de formalização da prova técnico-científica.

Paralelamente, foram realizadas entrevistas com testemunhas do fato, que apontaram com segurança a autoria do crime de tentativa de homicídio. O Delegado de Polícia Marconi Vieira a representou pelo mandado de prisão preventiva da suspeita, assim como pela ordem de busca e apreensão em sua residência. “A mulher foi encontrada em sua casa onde foi cumprido o mandado de prisão e busca e apreensão, em desfavor dela" explicou.

As vítimas permanecem internadas e o animal veio a óbito no dia dos fatos.

Todos foram socorridos ao hospital em Jaíba, sendo que a criança teria sido levada para o hospital da Fundajan, na cidade de Janaúba. A suspeita encontra-se no sistema prisional à disposição da Justiça. O Inquérito Policial instaurado segue em andamento.

Equipe

Nesta operação foram utilizadas três viaturas, uma da Polícia Civil e duas da Polícia Militar. Participaram da operação nove policiais civis e doze policiais militares. Os trabalhos foram coordenados pelos delegados de polícia Marconi Vieira, Márcia Miguel Meira (Regional) e Jurandir Rodrigues Filho (Chefe do Departamento Regional da PC) e pelos militares Capitão Marcos Vinícius de Jesus e Tenente José Alves Filho.

Nessa ação atuaram ainda os policiais:

Pela Polícia Civil: Os Investigadores Alexandre Silva, Gealisson Barbosa, Farley Viana e Antônio Benedito; Escrivães Francielle Barbosa Santos, Daiane Almeida Aragão e Edgard Cardoso Junior; e o Perito Vanderlindo Francisco dos Santos.

Pela Polícia Militar: Os Sargentos Bruno Sampaio e Saulo Deymisson Borborema, Cabo Danylo Eduardo Ferreira e os Soldados Cássia Moraes Balieiro e Lucas Roberllone Brito Silva, e ainda a equipe de policiamento especial do 51º Batalhão da Polícia Militar de Janaúba.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

COLISÃO FATAL ENTRE ÔNIBUS E CAMINHÃO NA BR-122, EM JANAÚBA: UMA PESSOA MORRE POR TRAUMATISMO CRANIOENCEFÁLICO

COLISÃO ENTRE ÔNIBUS E CARRO NA BR-122; HÁ ÓBITOS E VÍTIMAS FERIDAS: ENTRE CAPITÃO ENÉAS E A BR-251

GOVERNADOR ANUNCIOU NESTE SÁBADO A INCLUSÃO DO NORTE DE MINAS NA “ONDA ROXA”: AÇÃO CONTRA A COVID