FUNORTE FACULDADES DE JANAÚBA

PRESIDENTE DA REPÚBLICA VISITA NOVA PORTEIRINHA E DEIXA OS SAPATOS EM JANAÚBA

“DEIXO OS SAPATOS PARA LEVAR O PÓ DESTA TERRA”

Sarney foi o primeiro e único presidente do Brasil a pisar em solo gorutubano

JANAÚBA (por Oliveira Júnior) – Sim. Um presidente da República do Brasil já esteve em Nova Porteirinha. Trata-se José Sarney. Foi em 3 março de 1988. O helicóptero posou em área da Covag, próxima ao local onde hoje funciona a prefeitura de Nova Porteirinha. José Sarney desembarcou e foi recebido por Edilson Brandão Guimarães, então presidente da Covag. Naquela época, Nova Porteirinha era distrito de Porteirinha.
Foto Fernando Lucas
Par de sapatos, número 39, então usado pelo presidente da República José Sarney e que se encontra em Janaúba.
REUNIÃO NO PARQUE DE EXPOSIÇÕES DE JANAÚBA
Primeiro presidente da República a pisar em solo gorutubano, José Sarney seguiu por menos de um quilômetro para a cidade de Janaúba, onde foi recebido no parque de exposições pelo então prefeito de Janaúba, Joaquim Maurício de Azevedo Bahia (faleceu em 20 de abril daquele ano).
BRANDÃO PEDIU OS SAPATOS DE SARNEY
Durante a visita ao Projeto Gorutuba, no distrito de Nova Porteirinha, e ao parque do Sindicato Rural de Janaúba, José Sarney teve que atender ao pedido de Edilson Brandão. Para simbolizar a visita do primeiro presidente do Brasil às terras gorutubanas, Brandão pediu os sapatos do presidente. Pedido atendido. O par de sapatos de Sarney seria a primeira peça do futuro museu de Janaúba. Museu? Ih, ficou na palavra que o vento levou. Mas, os sapatos do maranhense José Sarney ficaram aqui.
“DEIXO OS SAPATOS E LEVO O PÓ DESTA TERRA”
No pronunciamento, o presidente da República José Sarney disse: “tenho um pedido que me foi feito pelo senhor Edilson Brandão, que ele não confessou de público. Ele me pediu os meus sapatos para colocar no Museu daqui como primeiro Presidente que pisou esta região. E eu lhe disse: este é um pedido fácil de atender, mas que toca profundamente pela sensibilidade que ele tem com a história”, declarou o então líder maior da política brasileira.
“São Paulo, quando pregava a infiéis e tinha que deixar as cidades de infiéis onde pregava, para não voltar mais lá, falava em varrer o pó das sandálias, deixar o pó das sandálias. Pois eu aqui, no Norte de Minas, em Janaúba, deixo os sapatos para levar o pó desta terra dentro da minha sensibilidade”, finalizou José Sarney.
COMPROU SAPATOS NA LOJA DO IRMÃO DO RIVAL
Sarney deixou os sapatos, mas não foi embora descalço. Antes de embarcar no helicóptero, em Nova Porteirinha, Edilson Brandão entregou ao presidente da República outro par de sapatos que foi adquirido na loja de um irmão do então prefeitável Aldimar Dimas Rodrigues, rival político de Brandão. Na eleição daquele ano, Dimas derrotou Brandão. Quatro anos mais tarde, Brandão deu o troco: venceu o candidato de Dimas. Edilson Brandão foi prefeito por dois anos e dois meses, pois faleceu em fevereiro de 1995.
DEPOIS DOS SAPATOS, SARNEY PODERÁ MANDAR O FILHO
Três décadas depois de deixar os seus sapatos em Nova Porteirinha e em Janaúba, José Sarney poderá deixar a sua marca nestas cidades a qualquer momento. Pelo menos é o que pensa Avelino Neiva, presidente da Codevasf, que tem encontro marcado com o ex-presidente José Sarney. No dia 30 de outubro deste ano (2017), em reunião em Nova Porteirinha, o dirigente da Codevasf lembrou os sapatos e disse que fará um pedido à Sarney: que ele mande o seu filho José Sarney Filho, atual Ministro do Meio Ambiente, visitar Janaúba e Nova Porteirinha e ainda Jaíba para tentar resolver o impasse entre a produção agrícola e a legislação ambiental nos projetos de irrigação do Gorutuba e Jaíba. Além dos sapatos, a família Sarney deixou outra marca em Janaúba: as mãos da ex-primeira-dama do Brasil, Marli Sarney, copiadas numa base de gesso.
TEMER NÃO QUIS VIR DEIXAR OS SEUS SAPATOS
Diante do incêndio trágico na creche de Janaúba, dia 5 de outubro deste ano, que causou comoção nacional e internacional era esperada a visita do atual presidente da República Michel Temer à cidade de Janaúba. Se tivesse vindo seria o segundo presidente do Brasil a pisar em solo gorutubano. Temer não veio, sendo assim, não deixou os seus sapatos. Preferiu mandar dois ministros, esses não deixaram...os sapatos.
TÊNIS E GRAVATA
Sarney ostenta a façanha de ter sido o único presidente do Brasil a pisar em solo gorutubano. Mas, ele divide com outros colegas presidentes de ter doado algo pessoal para o dito, e inexistente, museu. O então presidente Fernando Collor doou o par de tênis com o qual fazia caminhada matinal. O seu sucessor, o ex-presidente Itamar Franco cedeu a gravata. Essas duas lembranças foram obtidas em Brasília-DF pelo ciclista janaubense José Carlos Pereira Braga nas suas incansáveis viagens de bicicleta pelo país. Braga ficou (e parece que já desfez) dos dois presentes. Collor esteve em Janaúba em 1989, na campanha presidencial. Itamar (já falecido) veio aqui em campanhas eleitorais ao Senado e ao Governo de Minas.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

COLISÃO FATAL ENTRE ÔNIBUS E CAMINHÃO NA BR-122, EM JANAÚBA: UMA PESSOA MORRE POR TRAUMATISMO CRANIOENCEFÁLICO

COLISÃO ENTRE ÔNIBUS E CARRO NA BR-122; HÁ ÓBITOS E VÍTIMAS FERIDAS: ENTRE CAPITÃO ENÉAS E A BR-251

GOVERNADOR ANUNCIOU NESTE SÁBADO A INCLUSÃO DO NORTE DE MINAS NA “ONDA ROXA”: AÇÃO CONTRA A COVID