FUNORTE FACULDADES DE JANAÚBA

FUNORTE FACULDADES DE JANAÚBA

Imagem
FUNORTE JANAÚBA... Somos referência... FUNORTE JANAÚBA (38)38213427 (38) 998776968 Endereço: rua Rodolfo Soares de Oliveira, 234, Vila São Vicente, Janaúba/MG.

CARNAVAL DE JANAÚBA: REPORTAGEM COM O FALECIDO JORNALISTA LUÍS CARLOS PERÉ QUE NÃO FOI PUBLICADA

Foto Edvaldo Pinheiro
Luís Carlos Novaes, o Peré, e Oliveira Júnior.
JANAÚBA (por Oliveira Júnior) – Nessa semana, horas após o falecimento do amigo Luís Carlos Novaes, o Peré, verificando os meus arquivos virtuais encontrei uma relíquia, aliás, um relato inédito desse jornalista que nos deixou essa semana. Dia 2 de novembro de 2011 havia acionado por e-mail o colega Peré em busca de informações e posicionamento dele sobre o carnaval em Janaúba, principalmente entre os anos 80 e 90, justamente no período que ele organizou o carnaval “40 Graus”.
Na manhã do dia 02 de novembro (Finados) de 2011 havia feito a solicitação e informando que os dados deveriam ser encaminhados até a manhã do dia seguinte, que era o prazo que tinha para concluir a reportagem e enviá-la para a editoria da revista Mais. Prazo finalizando e sem ter a resposta do amigo Peré, fiz a reportagem sem saber que pouco tempo depois (às 10h49 do dia 3 de novembro) ele me enviou uma correspondência virtual com as respostas. Aliás, somente nesta semana, quase três anos depois é que consegui visualizar as informações. E fui entender o motivo da pouca demora na resposta: o Peré teria sido submetido à quimioterapia naquele dia 2 de novembro de 2011.
Peço desculpas ao saudoso amigo por não ter incluído o relato dele na reportagem. Mas, talvez, isso venha a ser a parte inédita de um documentário, neste caso, sobre ele, Peré.
O QUE PERÉ ESCREVEU E NÃO FOI PUBLICADO
Leia a seguir o relato do jornalista Luís Carlos Novaes, o Peré, sobre as indagações feitas pelo jornalista Oliveira Júnior a quem ele tratava de “Livas” ou “Liveirinha”. Um detalhe: no texto original há palavras com letras invertidas possivelmente surgidas devido às dificuldades que Peré tinha diante dos efeitos da quimioteria que fizera horas antes. Eis o relato:
De: pere.perereca@bol.com.br
Para: oliveirajunior2@bol.com.br
Assunto:  CARNAVAIS JANAÚBA
Data:  03/11/2011 11:45

Oi, Liveirinha
Sai ontem de mais uma quimioterapia, e só agora abri aqui. Vamos ver o que dá para fazer.

Olá, Peré.
Estou elaborando uma reportagem sobre carnavais em Janaúba para a revista MAIS (daqui de Janaúba mesmo) e, neste caso, solicito lhe, se possível, algumas informações sobre os festejos carnavalescos em Janaúba, por exemplo:

- Na concepção de Luís Carlos Novaes o que diferencia os carnavais de Janaúba de outras localidades do Norte de Minas?

Resposta de Luís Peré: Janaúba, em 1989, teve a coragem de assumir o Carnaval no Norte de Minas, um carnaval com cara nova, trazendo não só a dança para o povo, mas também, o esporte, a alegria do carnaval baiano. Desde aquele ano estava nos planos colocar um Trio Elétrico na cidade. Não deu, faltou pulso do Dimas. Mas, valeu. E, como as outras cidades da região ainda não tinham pensado nisso - o que hoje está em todas elas, como o Carnamontes, Axe Folia , Taiôfoia, o próprio carnaval gorutubano - o jeito foi fazer aquele carnaval de praia (e que praia), com uma folia noturna na nossa "savassi", onde se concentrava o antigo carnaval gorutubano. Até hoje, ninguém conseguiu imitar o nosso carnaval. Tentam, inclusive cidades com mais tradição e rio maior - Pirapora e Januária - mas, não conseguem. Mas nosso carnaval gorutubano mudou a medida dos anos, hoje é igual aos outros. Tá na hora de se repensar nisso. Afinal, carnaval é cultura também.
 
- Como foi a ampliação e transformação do carnaval de Janaúba no final dos anos 80? Por quê "40 Graus"?

O 40 Graus veio do ano. Janaúba completava ali 40 anos de vida. E bateu forte, já que nosso calor ajudou. Além disso, tivemos investimentos na TV - único gasto real - e foram inventados concursos de Garota Verão, Piranha do Copo Sujo, o que agradava as pessoas, as divertia. E o momento também foi bom, pois o carnaval de rua de Montes Claros havia acabado com o Mário Ribeiro - e não voltou até hoje. Assim, com a ajuda de todos, uniu-se o útil ao agradável, com pouco custo e levando uma multidão de pessoas para conhecer não só o Copo Sujo, mas o balneário do Bico da Pedra, a Ilha do Getúlio - que veio depois - as praias maravilhosas (continuam?) do Barreiro da Raiz. Durante alguns anos, no final dos 80 e início dos 90, o Carnaval Gorutubano 40 Graus foi, sem modéstia, o melhor da região norte-mineira. Pode apostar. E isto pode voltar.

- De lá para cá se passaram duas décadas, qual a sua avaliação dos carnavais em Janaúba?

Hoje o Carnaval de Janúba é igual aos outros, não tem diferença. Apegou-se apenas ao Trio Elétrico, com uma participação boa, é certo, mas igual. Temos que diferenciar isso. É na diferença, e não nos custos, que se valoriza uma terra, seja no Carnaval ou não.

- No período em que você organizou o carnaval em Janaúba, 1989 a 92, quais foram os pontos positivos e negativos?

Acho que chamamos a atenção das cidades para a nossa. Não só pelo Carnaval. Janaúba estava numa fase de crescimento também na agropecuária, na fruticultura, na cultura, principalmente. Acho que meu maior legado aí foi ter aberto um campo cultural, que hoje não é tão bem explorado. É explorado, mas poderia ser bem melhor. Pontos negativos também tivemos muitos. São coisas que vem com o crescimento. Mas uma coisa nós temos certeza, eu, Luisão, Você, a turma que ajudou a fazer o Carnaval 40 Graus, que foi uma turma grande, lutou para que ele fosse considerado o melhor de todos. E isto, nós conseguimos.

- Há algo que você gostaria de nos informar sobre os carnavais em Janaúba?

Morro de saudades da terra do meu coração. Se pudesse, nunca teria saído daí. Sou um apaixonado pelo Gorutuba, pela região, pelos amigos que tenho em Janaúba. Tenho saudades do Odilon, do Pinduca, do Joaquim Maurício (todos falecidos). Saudades da Lourdinha Fonseca (como escreve bem), da Maria Gorethe (Carvalho), da Gui Gui, da Soraia (Correia). Saudades do Júlio Lacerda, Pauleca, docê. E mais nada. Vamos é cair na dança neste carnaval...

Um beijo, Livas.
Saudades.
Estou tentando ir aí direto, passar um final de semana, mas esta quimio é foda. Hoje mesmo, estou enjoado, com desinteira, dor na barriga, vomitando. Um saco. Mas vivo e pensando sempre nos amigos. Fica com Deus, meu amigão.
Luis Carlos Novaes
*Dia 03 de novembro de 2011.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ACIDENTE FATAL NA BR-251 ENTRE CARRETA E VAN QUE TRANSPORTAVA PACIENTES DE JANAÚBA; SAMU E BOMBEIROS INFORMAM QUE 3 PESSOAS MORRERAM

AVIÃO CAI NO SUL DE MINAS E DEIXA 7 MORTOS, ENTRE ELES O EMPRESÁRIO JANAUBENSE MARCÍLIO SILVEIRA, FILHO DO JANAUBENSE TONY EQUIPAMENTOS

CORPO DA SERVIDORA CARMEN MADALENA, DA CODEVASF, É SEPULTADO EM JANAÚBA EM CLIMA DE COMOÇÃO; SERVIDORA ELIANE MONÇÃO, VÍTIMA DESSE ACIDENTE, RECEBE ALTA E DEVE CHEGAR À JANAÚBA NESTA SEXTA-FEIRA

RIO GORUTUBA NA COMUNIDADE DE CATUNI, EM FRANCISCO SÁ-MG, NESTE SÁBADO, DIA 02 DE MARÇO DE 2024

GRAVE ACIDENTE NA BR-122, EM JANAÚBA, NESTA SEXTA-FEIRA, CAUSA A MORTE DO EMPRESÁRIO JANAUBENSE FRED, DO CAFÉ JANAÚBA: BATIDA ENTRE ÔNIBUS E CAMIONETE

ACIDENTE FATAL NA MG-401 EM JANAÚBA: TRÊS PESSOAS MORRERAM E UMA FICOU FERIDA EM COLISÃO QUE ENVOLVEU TRÊS CAMINHÕES

WAGUIM DA GÁS NORTE PARTIU ETERNAMENTE QUANDO PRATICAVA O QUE GOSTAVA DE FAZER: APROVEITAR A VIDA, VIAJAR PELO BRASIL E PILOTAR MOTOCICLETA

HOMICÍDIO NESTE SÁBADO NA CIDADE DE JANAÚBA E TENTATIVA DE ASSASSINATO EM PORTEIRINHA

ACIDENTE NA BR-122: UMA MULHER MORREU E 3 PESSOAS FICARAM FERIDAS EM BATIDA DE CARRO COM CAMINHÃO

ACIDENTE FATAL NA BR-122 COM 2 MORTES E UMA VÍTIMA GRAVEMENTE FERIDA: BATIDA ENTRE CARRO E MOTO NO TRECHO PORTEIRINHA PARA JANAÚBA